2012(e)ko urria 1, astelehena

COMO QUADRANGULAR O RECTÂNGULO PUTOGAULÊS DE GRANITO E XISTO FEITO E AREIA DESFEITO EM TRÊS SIMPLES LI SON IS....

pUTOGAULE É UM PAÍS FODIDO PELAS ENTRANHAS DA TERRA

É uma cousa torcida e retorcida por convulsões políticas inda antes dos dinos  tomarem o phoder

temos cursos de aguadilha que nos recortam as almas como se fossem papel

e no meio diste tude temos paranóias com esses blok's de pedra que sã os brutos granitos

os granitos são b-logs nas vascas ou vaccas ou cows da agonia

tal como o jãobasquisme os granitos nã conseguiram vir ó de cima

só se vieram quande a mamãe natureza os destapou lenta lentamente qual strip poker

o granito são batólitos que intruiram uma região metamórfica há bué bué bué

se houvesse mais granito é quera um problemazão

atão desde 2006 a afundação de granitos feita não rola no douro?

afundações de segunda dá niste...

Em 2030 inda haverá ruínas na nossa Palmira ?

O Douro inda deve aí tar
um pouco mais salgado
o granito idem

já estes B-log's duvido muito....

os b.log's do gmail devem ter falido todos
junto com a google lá em 2020
é a crise de 2019...e seguintes

há lugares vagos para transportador de bandejas nos buffetes afundacionaes?

ou pra palhaços em con ferências?

agente nã é esquisita...

Blogger São Canhões? Sabem mesmo a manteiga...
Pólenes jã basquistas? Yasnaya Poliana?

A Ana Loggia do Granito é Fish, a de uma rocha intemporal feita país e que escorre feita areia para o buraco do esquecimento oceânico.

Lembra o país e lembra os b-log's que de certo modo são o país virtual da e-lite pouco light que nos afunda com o seu peso na construção deste túnel antipodal mal escavado, ou escavacado tanto faz.
1 de Outubro de 2012 19:59
Blogger Tá na laethanta saoire thart-Cruáil an tsaoil disse...
Pólen Pólens JãBasquistas...polonaises é nouto lade

vem de Pales...Pó é grego commo o jãbaskismo queria ser....mas é capadão né...

e nã tem enes

De facto o granito intruído no xisto velho de centos de milhões de luas, não é imortal, nem anda lá perto, é como os diamantes, os países e os B-lokis frutos da egomania escriturária de uns velhos moços e de uns moços já caducos de tão velhos.
aspiram à breve immortalidade do granito que se esvai em grãos de quartzo como os países se esvaem em palavras ocas.

O país feito granito tem razão, razão em quê? como dizia um dos palhaços de 2030 isse não interessa para nada
Ter razão é fundamental, saber se se (se se) tem razão em qualquer coisa é acessório..
Logo seremos 6 milhões quando o jovem granito soltar mais uns grãos?
Talvez
O problema é quantos serão vocês...

Blogger P.A. Lerma Anti-Austria dada só vendida a preço de Jo Berardo
completamente em desacordo com bossemecês, a escarpa tal como o país não mostra nada a litologia esburacada pelo rio, rio diga-se pouco desenvolvido excepto no Porto onde evoluiu mais e até fala, não é sempre feita por arenitização processo lento de alteração, aqui o país a partir tal como o granito faz-se pela possível mobiliza a são dos blocos e de algumas bolas (graníticas) ao longo das vertentes escavadas pelos bons e pelos maus rios e má rio é fish meu.
Faz um buracão tremendo até nos mais duros granitos e escavaca os xistos como trigues (três tigres) de papel em notas de 5 ou 500 a nós tristes xistos pouco xistosos tante se nos fax..