2011(e)ko otsaila 26, larunbata

DA PALAVRA COMO PROPRIEDADE- POIS MESMO A GRAFITE TORNA-SE NUM DIAMANTE COM O TEMPO E A PRESSÃO

Grafismo e não gata funho

DÊ um ar romano a lisboa GRAFITE OU TINTE AS PAREDES

alguns têm vergonha das palavras dos outros

que dizem ser 'pinturas rupestres' em histórico locais

coisas chamada serem Pátio do Tronco lugares escusos que servem de

mijatórios e cagatórios aos noctívagos e sem-abrigo lisboetas

Escrever na parede é um acto heróico

é um acto de tentar fazer parte da cidade

de ser até imagine-se proprietário do espaço em que se escreveu

de manifestar agravos e invejas

Laura fode com todos O Paulo é cabrão o Choné esteve aqui

A Presidente da Junta tem Mercedes novo

Ou mais simplesmente Amo a Tal e coisa

Eu sou Eu e Estou Aqui

Ou outra Expressão do EU

No FUNDO são uma ilusão como a dos blogues

logo todos sois irmãos grafiteiros

e como irmões que sois

dã-se mal num é?

iruzkinik ez:

Argitaratu iruzkina